E quando o relacionamento acaba?

Se tem uma coisa gostosa é quando gostamos de alguém, não é mesmo? Mas e quando esse gostar se desgasta e acaba? E quando é a outra parte que propõe terminar quando ainda estamos envolvidos e apaixonados? A gente sabe que dói e que não tem muito jeito de acabar com essa dor em curto prazo, mas vamos dar algumas dicas para que você se recupere de uma maneira mais leve.

Não pense nele/nela

Muito fácil para quem está de fora dar essa dica. A gente sabe que o processo não é tão simples assim, mas é preciso fazer um esforço. O primeiro passo é aceitar que o relacionamento acabou. Se a outra parte não quer, não tem jeito. Muita gente usa a tática da insistência, tentar provar que mudou, mostrar que fará tudo para agradar. Essa definitivamente não é uma boa alternativa. Se a outra pessoa não demonstra mais interesse em compartilhar a vida contigo, não dá para insistir. É aí que está um movimento importante: pare de se imaginar com ele ou com ela. Quanto mais você pensa, traça planos e estratégias para reconquistar ou sonha com o futuro juntos, mais difícil será dar adeus àquela pessoa. Definitivamente, não fique pensando e pelo menos no início evite fazer coisas que lembram o outro. Ir naquele bar que vocês se conheceram? Melhor evitar enquanto as coisas ainda estão recentes.

Cortar laços

Essa é uma queixa muito comum: pessoas que decidem terminar ou pedir um tempo no relacionamento, mas continuam mantendo conversas “amigáveis” pelo WhatsApp. Pode ser que a outra pessoa esteja tão bem resolvida com o término que acha super “normal” vocês continuarem a conversar, trocando notícias e novidades sobre a vida, afinal, existiu um relacionamento, existiu amor e amizade. Mas é importante que você entenda como a continuidade desse vínculo bate aí dentro de você. Se você sente uma pitada de esperança toda vez que vê o nome dele(a) na notificação, fique atento! Se a pessoa ainda mexe com seus sentimentos fica muito fácil se tornar refém dessas migalhas fantasiadas de “só queria saber como você está”. Agora, se ambos estão se sentindo bem mantendo a amizade após o término, está tudo ótimo!

E as redes sociais?

Mesmo após o término, muitas pessoas continuam se seguindo nas redes sociais. Parece algo bem maduro não é mesmo? Mas se te incomoda assistir pelo stories que o ex boy ou a ex gata está se divertindo pra valer em um sábado a noite, cogite se não seria uma boa parar de seguir ou bloquear/silenciar. Tirar o/a ex da sua timeline pode ajudar a não cair nas garras da vida de stalker. Pode parecer irresistível dar uma fuçada para ver como anda a vida do outro, mas isso não lhe ajudará a seguir em frente.

Aproveite a liberdade

Estar sozinho depois de um tempo se relacionando pode ser interessante em muitos sentidos. Ter de volta a chance de estar a sós consigo, traçar novos objetivos, sair com a turma, fazer uma viagem interessante, se dedicar integralmente ao trabalho ou aos estudos. Esse exercício nos ajuda a ter plena certeza de que a felicidade não mora em necessariamente estar em um relacionamento. Então é isso aí: sacudir a poeira e seguir! Tem um mundo inteiro de experiências e de pessoas incríveis para você aproveitar. Sempre com muito prazer e com Up, claro

Confira todas as dicas que já publicamos em nosso blog: AQUI