Ápice feminino

Vamos falar de orgasmo feminino? Existe uma certa “obrigação” em demonstrar que se atingiu o orgasmo através de gemidos, gritos e gestos. Alguns homens só sentem que realmente deram prazer à parceira se presenciarem esse espetáculo sonoro. Algumas mulheres até fingem essas sensações para não desapontar o outro ou para não parecerem frias. Mas vamos falar a verdade: ser verdadeira consigo na cama é um passo determinante para que você consiga atingir o clímax do prazer. Entrega, confiança e relaxamento são essenciais para conseguir uma resposta satisfatória do seu corpo à excitação. Saiba mais:

Se toque

Uma pesquisa publicada em 2018 (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29298126) aponta que 30% das mulheres não costumam terminar suas relações sexuais com orgasmos, mas que a maiorias dessas mulheres não tem problemas em atingir o orgasmo através da masturbação. Os pesquisadores apontaram a falta de orgasmo através do sexo com penetração é mais comum do que pode parecer e acontece com mulheres de todas as idades. E por isso a masturbação pode ser uma grande aliada na busca pelo descobrimento do prazer! Conhecendo seu corpo, a mulher consegue orientar sobre o que mais a excita. Aqui no nosso blog já publicamos algumas dicas para ter um tempo delicioso a sós.

Mas o que é orgasmo vaginal?

Basicamente é uma descarga de adrenalina que desencadeia no seu corpo uma sequência de contrações involuntárias da musculatura vaginal e da região pélvica que desencadeia uma sensação de prazer físico. Segundo alguns especialistas, o orgasmo feminino pode durar entre 6 e 10 segundos. Na hora H, a temperatura da mulher aumenta, seus músculos podem se contrair e a freqüência cardíaca e o ritmo da respiração aumentam. Uma verdadeira avalanche de sensações! Mas é importante lembrar que tudo é muito pessoal e único de pessoa para pessoa. Não existe um manual de como fazer ou que descreva exatamente como você deve se sentir.

Quero!

O orgasmo não aconteceu uma, duas, três e você começou a desanimar? Retome a busca! Atente-se a motivos comuns para as transas que não lhe pareceram muito satisfatórias: foi em um momento de muita preocupação e estresse? Ou será que algum acontecimento no relacionamento deu uma certa balançada na excitação? Não existe a “obrigação” de alcançar o orgasmo em todas as relações sexuais. O sexo pode ser muito satisfatório mesmo sem alcançar o clímax.

Então nada de tentar controlar as reações do seu corpo. Libere sua mente e não fique pensando nas sensações. E importante: o orgasmo varia de mulher para mulher. Não se sinta frustrada se não alcança-lo com a penetração. Sexo envolve muito mais coisas! Experimente, se solte e aproveite!

Confira todas as dicas que já publicamos em nosso blog: AQUI